Esqueceu sua senha?

Não tem problema! Escreva seu CPF no campo abaixo e você receberá um e-mail.

Verifique seu e-mail!

Enviamos um e-mail para: emaildosusuario@mail.com

Ah! Não esqueça de ver sua caixa de spam!

Caso haja algum problema, ligue para 0800 643 0401

Blog do Sebrae/SC

Voltar
20180327 SEBRAE SC SD NPV ROT Empresário como coaching de equipe parte1 - Como gerir as finanças do seu negócio de forma sustentável

Como gerir as finanças do seu negócio de forma sustentável

PUBLICADO EM 18 de outubro de 2017

20171018_Blog

Sustentabilidade é um tema que tem recebido destaque em todas as organizações. As empresas precisam alinhar seus valores e produtos de forma que não afete o meio ambiente e a sociedade. Atualmente, obter conhecimento e aplicar o gerenciamento das finanças de forma sustentável, garante uma posição competitiva no mercado.
Entendendo melhor como funcionam as práticas sustentáveis: elas podem ser aplicadas de diversas formas no negócio. Economizar água e energia, conscientizar trabalhadores para racionalizar custos da empresa, colaborar para um ambiente mais produtivo e saudável, descartar resíduos corretamente, escolher fornecedores sustentáveis, etc.

Quais são os benefícios de gerenciar as finanças de forma sustentável?

  • Aumento de entrada de recursos financeiros: uma pesquisa mundial divulgada pela MIT Sloan Management Revie apontou que estratégias sustentáveis resultaram no aumento de 37% de lucro nas empresas pesquisadas.
  • Novas oportunidades de negócios: 50% das empresas pesquisadas acima que obtiveram aumento nos lucros, mudaram o modelo de negócio para aproveitar as oportunidades que surgiram com as ações sustentáveis.
  • Ganho de eficiência: introduzindo as práticas sustentáveis nos processos operacionais, a empresa ganha eficiência na execução das atividades e reduzem o custo da produção.

A sustentabilidade é fundamentada com base nos 5Rs principais, são eles: Repensar, Recusar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar. E de que forma são aplicados os 5Rs nas finanças sustentáveis?

  • 1º Repensar: propõe repensar o consumo dos recursos e o descarte dos resíduos. A empresa precisa realizar o planejamento do que será adquirido em um determinado período, analisar o preço, custo-benefício e procura por fornecedores. Verificar como ocorre o descarte de resíduos e se há parcerias com associações locais para a coleta desses resíduos.
  • 2º Reduzir: A redução de custos é essencial em uma pequena empresa, auxiliando na permanência no mercado onde está inserida. O empresário pode optar por produtor que contenham refil, embalagens recicláveis, retornáveis e econômicas. Realizar vistorias periódicas para avaliar o excesso de mercadorias, desperdícios e extravios e fundamental.
  • 3º Recusar: evitar produtos e serviços que não são ambientalmente corretos, que refletem diretamente nos fornecedores e parceiros escolhidos pela empresa. É importante estruturar os critérios para a seleção de parceiros e fornecedores.
  • 4º Reutilizar: reaproveitar resíduos possibilita aumentar a vida útil de determinado produto e reduzir os custos na empresa. A venda ou doação de resíduos de papel, plásticos, metal e orgânicos para cooperativas de reciclagem é uma opção para o negócio que ainda não possua iniciativas de reutilização.
  • 5º Reciclar: a destinação correta dos resíduos gerados na empresa deve ocorrer regularmente, partindo de ações internas de conscientização na separação do lixo e conhecimento sobre o destino final do resíduo no ambiente externo da organização.

No Boletim de Inteligência sobre Finanças Sustentáveis do SIS (baixe gratuitamente aqui), você encontra ainda mais recomendações e conteúdos voltados para a aplicação desse modelo de gerência nas organizações. Tudo sobre sustentabilidade você pode encontrar acessando os relatórios do Sistema de Inteligência Setorial.

Comentários


Ver mais comentários

Você precisa estar logado para comentar! Cadastre-se ou faça seu login!