Saúde, Beleza e Bem-Estar

Infográfico

10/10/2019

Cenários para o mercado de cosméticos e estética

Confira o que esperar em três cenários possíveis para o setor até 2021.

O Brasil é o quarto maior mercado consumidor de produtos de beleza e bem-estar no mundo, sendo o primeiro na América Latina, exporta mercadorias para 165 outros países, o que mostra a força da produção brasileira. Além disso, esse mercado tem grande potencial de crescimento devido a diversos fatores:

  • Os homens estão cada vez mais vaidosos e gastando mais com beleza - o consumo de beleza no mercado masculino cresceu 70% no Brasil, passando de R$ 11,66 bilhões em 2012 para R$ 19,8 bilhões em 2017;
  • Aumentou o número de mulheres economicamente ativas no mercado. Segundo o IBGE, o número de mulheres com 15 anos ou mais, empregadas ou que possuem condições de trabalhar e buscam emprego, chegou a 53% do total de brasileiras em 2018;
  • Somado a esses números está o conceito de empoderamento feminino. Há a tendência da busca por orgulho pessoal e aceitação, dentro do movimento de cuidar de si mesma, gastando com produtos que intensifiquem as características específicas e naturais de cada corpo.

A diversidade de características e de perfis de beleza aliado ao aumento do poder de compra geram novas oportunidades de negócio para os pequenos e médios empreendedores que atuam no setor. Dessa forma, o SIS buscou projetar como se comportarão as principais variáveis desse mercado em três cenários distintos, para que as empresas se preparem e busquem por estratégias para garantir seu sucesso.

Os principais resultados você confere neste infográfico:

  Panorama do mercado de estética no Brasil e em Santa Catarina

  Proporções de empresas por região do estado

  Comportamento das variáveis em um cenário positivo, realista e pessimista

  Como atuar em cada um dos cenários