Esqueceu sua senha?

Não tem problema! Escreva seu CPF no campo abaixo e você receberá um e-mail.

Verifique seu e-mail!

Enviamos um e-mail para: emaildosusuario@mail.com

Ah! Não esqueça de ver sua caixa de spam!

Caso haja algum problema, ligue para 0800 643 0401

Blog do Sebrae/SC

Voltar
20170821 Blog - O modelista e seu papel na confecção de roupas

O modelista e seu papel na confecção de roupas

PUBLICADO EM 21 de agosto de 2017

20170821_Blog

Dentro de uma confecção de roupas existem diferentes profissionais, cada um atuando em uma etapa específica. O modelista, por exemplo, tem uma das funções mais importantes em todo o processo.

Mas afinal, o que faz esse profissional?

É ele o responsável por traduzir para o papel as ideias do estilista. Isso acontece na etapa de elaboração de moldes, mas, além disso, ele também é o responsável por encontrar o tecido mais adequado ao modelo criado e verificar se esse tecido dá o caimento ideal para a peça. Esse processo é importante, pois norteia a fabricação da peça piloto, que passará pela aprovação do cliente.

O modelista, portanto, não cria as peças, mas trabalha junto ao estilista com a função de verificar se os moldes e os tecidos escolhidos estão de acordo com a ideia inicial da coleção. Cabe ao modelista, por exemplo, avaliar a viabilidade de criação do estilista e ajustar o que for necessário.

O que é o molde?

Moldes são desenhos feitos geralmente em papel ou papelão, que servem como referência e base na criação de produtos feitos em escala. No ramo do vestuário, é possível verificar que uma peça de roupa geralmente é composta por várias partes – mangas, bolsos, golas, entre outros. Para cada uma delas é necessário um modelo, de modo que a peça final sempre tenha a mesma medida e proporção.

Os moldes comentados até então se referem a um trabalho feito em duas dimensões, mas o modelista também pode atuar na modelagem tridimensional, diretamente no corpo de uma modelo ou em uma manequim. Esse processo recebe o nome de moulage.

Características e habilidades do profissional

Para lidar bem com o trabalho de modelista, é desejado que o profissional tenha algumas características e habilidades:

  • É necessário ter amplo conhecimento sobre tecidos, sabendo diferenciar os diferentes tipos existentes e entender qual caimento cada um possui.
  • É preciso ter talento com geometria, já que o profissional lida com diferentes formas e números. Além disso, ferramentas como réguas e escalas acompanham o dia a dia desse profissional.
  • É preciso ser criativo e inovador, além de acompanhar as tendências do mercado de moda, para poder sugerir as melhores soluções quando não for possível seguir à risca a proposta do estilista.

Quer saber mais sobre esse profissional, suas funções e seus maiores desafios dentro de uma confecção de roupas? Baixe agora, de graça, o Relatório de Inteligência do SIS Sebrae!

Comentários


Ver mais comentários

Você precisa estar logado para comentar! Cadastre-se ou faça seu login!