Esqueceu sua senha?

Não tem problema! Escreva seu CPF no campo abaixo e você receberá um e-mail.

Verifique seu e-mail!

Enviamos um e-mail para: emaildosusuario@mail.com

Ah! Não esqueça de ver sua caixa de spam!

Caso haja algum problema, ligue para 0800 643 0401

Blog do Sebrae/SC

Voltar
6 - Modelando ideias, entregando valor

Modelando ideias, entregando valor

PUBLICADO EM 27 de Abril de 2021

Se você está pensando em empreender, provavelmente tem dificuldades em compreender as diferenças entre plano e modelo de negócios.

Bem, é preciso, em primeiro lugar, que você tenha ciência de que ambos caminham juntos e que o plano depende da realização do modelo.

E para te ajudar a compreender melhor estes dois conceitos, criamos este post!

Aqui você irá entender com mais clareza o que é o plano e modelo de negócios, assim como este último deve ser elaborado de modo a contribuir com a criação de sua empresa.

Quer saber mais? Então continue a leitura deste conteúdo!

O que é um modelo de negócios?

Podemos definir modelo de negócio como um documento que define a ideia de desenvolvimento dos projetos ou empresas a serem estruturadas.

Ele permite que você tenha uma visão ampla das maneiras que terá para gerar e entregar valor aos seus clientes, tomando como base o que definiu no papel.

Já o plano de negócios, trata de um documento único que conta com informações ricas e detalhadas sobre o que a sua empresa irá fazer.

Assim, o modelo de negócio pode receber ajustes com muita flexibilidade, enquanto o plano precisa que as modificações sejam aprovadas por todos os investidores e sócios envolvidos.

Portanto, o plano deve ser algo exclusivo e único, mas o modelo pode ter várias versões dentro da mesma empresa.

Conheça a ferramenta Canvas para a criação de modelos de negócio

Também chamado de Business Model Canvas, ele se trata de uma importante ferramenta utilizada para elaborar modelos de negócio novos ou já existentes, por meio de um planejamento estratégico.

Ele conta com nove diferentes blocos, os quais você confere na lista a seguir:

  • proposta de valor: qual produto ou serviço sua empresa irá oferecer a fim de resolver as dores do cliente e agregar valor em sua vida;
  • segmento de clientes: quem será seu público-alvo e sua persona;
  • os canais: quais mecanismos o consumidor terá para comprar e receber seus produtos ou serviços;
  • relacionamento com clientes: de que maneira seu negócio irá estabelecer a interação com seu público segmentado;
  • atividade-chave: quais tarefas serão essenciais em seu negócio, para que você consiga oferecer itens de valor;
  • recursos principais: são os equipamentos ou mecanismos utilizados para que as atividades-chave se concretizem;
  • parcerias principais: são todos os recursos ou atividades-chaves feitos de forma terceirizada, ou seja, não são produzidos por sua empresa;
  • fontes de receita: é a utilização das propostas de valor de modo a conseguir um aumento em sua receita;
  • estrutura de custos: se refere a todos os custos de relevância, os quais são importantes para que a estrutura proposta funcione de maneira efetiva.

Tudo o que é especificado nestes nove blocos, permite que você identifique as maneiras que irá atuar, gerando valor ao público e ao mercado.

Desta forma você consegue compreender se sua ideia de negócio é ou não viável, permitindo que se tenha também diversos cuidados relacionados com a abertura de sua empresa.

Portanto, preencher com as informações adequadas cada um dos nove blocos, é o que dará uma ideia geral sobre o funcionamento de seu negócio.

Por que fazer um modelo de negócios?

Bem, o primeiro motivo que leva muitos aspirantes a empreendedores a criarem seu modelo de negócios é a possibilidade de facilitar a organização das ideias e reduzir toda a burocracia existente.

E inúmeras empresas, mesmo as de grande porte, utilizam o modelo de negócios para estudo sempre que precisam se adequar a novos investimentos ou oportunidades de expansão.

E como já mencionado, tanto o modelo quanto o plano podem ser consideravelmente importantes para que uma empresa atinja o sucesso, afinal, ambos podem contribuir muito quanto à tomada de decisões.

E por se tratar de um documento com dados obtidos de maneira objetiva, o modelo de negócios permite desenvolver tudo com maior rapidez e com facilidade de formatação.

Além disso, devido ao fato de que, ao longo de sua trajetória muitas coisas se modificam ou se adaptam, contar com o modelo de negócios pode tornar as alterações documentais mais dinâmicas.

Por se tratar de algo que fornece uma compreensão bastante clara e simples, tanto gestores quanto funcionários poderão utilizar esta opção para conhecer um pouco mais sobre a empresa em si.

Assim, ter o modelo de negócios trabalhando em conjunto com o plano tradicional, permite que as mais variadas necessidades de seu negócio sejam atendidas.

Depois de conhecer todos estes motivos, é o momento de você começar a planejar seu próprio modelo de negócios e estruturar sua empresa, para que ela seja bem-sucedida no nicho em que deseja atuar.

Conheça o assistente virtual Canvas do Sebrae/SC 

Se você gostou deste conteúdo e deseja construir um modelo de negócios, o Sebrae/SC oferece uma ferramenta online e gratuita para te ajudar.

Acesse agora mesmo o Assistente Virtual Canvas e elabore o seu quadro de modelo de negócio com a praticidade e o auxílio de uma inteligência virtual.

E se ainda tiver dúvidas com relação ao seu negócio, não deixe de entrar em contato conosco através da central de atendimento.

 

Imagem: canva.com

Comentários


Ver mais comentários

Você precisa estar logado para comentar! Cadastre-se ou faça seu login!